Jovem com microcefalia supera dificuldades e se forma em Jornalismo

Desde outubro de 2015, 152 bebês foram diagnosticados com microcefalia no Ceará. A estimulação precoce dos pequenos pode levá-los muito além do que muita gente imagina. É o que mostra na matéria do Nordestv Notícias, da Nordestv/Band.

O atendimento às crianças com microcefalia é feito nas 19 policlínicas do estado. A equipe que recebe os pequenos inclui profissionais como fisioterapeutas, fonoaudiólogos, psicólogos e terapeutas ocupacionais.

Ana Karla Brasil é terapeuta ocupacional e faz questão de lembrar que, quanto antes levar o bebê para uma equipe de profissional qualificado, melhor.

Quem tem uma coleção de grandes vitórias é a Ana Carolina, uma jovem de 25 anos. A mãe dela descobriu que Ana tinha microcefalia aos 3 dias de vida. Aos 9, a menina, natural de Campo Grande, já encarava a primeira de muitas cirurgias. Tudo para evitar a calcificação do cérebro e fazer com que o órgão pudesse se desenvolver.

E, com estimulação precoce, a microcefalia leve da Ana não impediu a menina de se formar em Jornalismo. Agora, ela está em busca da sua segunda formação: quer ser professora. Veja os detalhes no vídeo da matéria do Nordestv Notícias, da Nordestv/Band:

Fonte: tribunadoceara.uol.com.br

 

Comentarios

comentarios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *