“Vivi o que preguei”, diz pastor preso pelo evangelho

A história do pastor Alonso, do México, foi divulgada pela missão Portas Abertas. O líder, que chegou a ser preso por compartilhar sua fé, contou sua trajetória como cristão que, atualmente, completa 15 anos.

De acordo com seu depoimento, seu primeiro contato com a fé cristã se deu há 15 anos, no ano de 2002, quando conheceu um grupo musical que se apresentou em um local próximo à sua comunidade.

“Até aquele momento, eu estava muito envolvido com as tradições religiosas, mas eu não gastava tempo lendo a Palavra de Deus. Quando resolvi ler a Bíblia, eu percebi que não estava vivendo de acordo com as Escrituras, então eu decidi mudar e entregar a minha vida a Cristo”, afirmou.

Os anos seguintes se seguiram com entusiasmo por parte de Alonso, que contou tudo o que sabia com familiares, vizinhos, amigos e demais pessoas que viviam em sua comunidade. O auge de seu êxito se deu em 2011, quando construiu um templo, fruto de várias conversões.

No entanto, a fé a e as ações do pastor começaram a incomodar indivíduos da comunidade e autoridades locais. No ano de 2013, Alonso foi tirado à força de sua residência por um grupo formado por quase 400 pessoas. Além disso, foi espancado e ficou preso por três dias. A igreja também sofreu com as ações: Foi destruída e, também bens materiais e gado do pastor foram levados.

“No momento em que eles começaram a me bater, o Espírito Santo me fez lembrar da Palavra de Deus. Eu pensei em Estêvão e como ele viu a glória de Deus, quando estava sendo acusado e insultado. Eu também pensei em Jesus”, relembrou.

“Até aquele momento, eu nunca pensei que eu poderia viver o que eu havia pregado. Mas Deus me mostrou que não se trata de pregar e falar sobre o Evangelho, mas sobre viver colocá o Evangelho em prática”, afirmou.

Ele disse que, durante o momento, não se sentiu só. “Eu louvo ao Senhor porque sei que Ele estava comigo o tempo todo. Eu senti claramente a mão de Deus tocando minhas feridas e removendo toda a dor. Quando eu estava na prisão, sua presença era real e forte demais. Senti as orações da igreja naquele lugar”.

Depois dos três dias de prisão, um representante de Assuntos Religiosos do México negociou a liberdade de Alonso. O pastor foi obrigado a assinar uma declaração que visava expressar que deveria deixar sua comunidade.

Por isso, ele e seus familiares se mudaram para uma cidade localizada nos arredores da capital de Oaxaca. Mesmo assim, ele comemora o fato de estar livre e vivo para poder expressar sua crença em um novo lugar.
Fonte: GospelPrime

Comentarios

comentarios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *